quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Ossesio Silva e vereadora Ana Lúcia alinham parceria para fortalecimento do Recife


Republicanos se reuniram para debater projetos que versam sobre a melhoria da qualidade de vida na capital pernambucana

Recife (PE) – Nesta quarta-feira (22), o deputado estadual Ossesio Silva (PRB-PE) recebeu em seu gabinete a visita da vereadora do Recife, Professora Ana Lúcia (PRB). O objetivo foi debater projetos que versam sobre a melhoria da qualidade de vida na capital pernambucana.
“Nosso mandato estará à disposição dos cidadãos da capital pernambucana. Vamos sempre reivindicar do Poder Executivo estadual e municipal ações, programas e projetos para ajudar os que mais precisam”, disse o deputado do PRB.
Na oportunidade, a professora Ana Lúcia reforçou a parceria do Legislativo municipal com o estadual, para melhoria da educação. “A educação é uma bandeira que tenho orgulho de levantar. Ela tem um incrível potencial transformador e é o primeiro passo para construirmos um mundo melhor para as próximas gerações. Por meio desta parceria com o deputado Ossesio Silva, venho buscar melhorias para o povo da cidade do Recife”, enfatizou.
Também no encontro, o deputado Ossesio destacou que parabenizou, por meio de Voto de Aplauso, a vereadora Professora Ana, pela eleição para a presidência da Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara Municipal do Recife. “Uma homenagem mais que merecida. Com mais de 23 anos de atuação na área educacional, Ana Lúcia é professora concursada e adquiriu uma vasta experiência como educadora. Em sua trajetória profissional, foi coordenadora pedagógica, professora multiplicadora e administradora escolar”, ressaltou o republicano.
Texto e foto: Ascom – deputado estadual Ossesio Silva

Silvio Costa Filho pede reforço da Força Nacional para atuar em Pernambuco


Objetivo é reforçar a atuação da polícia e dos agentes de segurança durante o período carnavalesco


Recife (PE) – A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) protocolou na terça-feira (21), no Palácio do Campo das Princesas, ofício endereçado ao governador Paulo Câmara, pedindo que o Estado solicite ao Governo Federal apoio da Força Nacional para reforçar a atuação da polícia e dos agentes de segurança durante o período carnavalesco. O ofício foi entregue pelo deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), líder da Oposição, e demais membros do bloco.
O pedido apresentado pela Oposição leva em consideração o aumento da criminalidade no mês de janeiro, quando foram registrados 479 assassinatos, 10.691 crimes contra ao patrimônio, 2.743 casos de violência doméstica contra a mulher e 148 estupros. Também chama a atenção da Bancada os incidentes ocorridos nesse período pré-carnavalesco, como o ataque à sede de uma empresa de segurança na madrugada desta terça-feira (21), na Zona Oeste do Recife.
A deputada Priscila Krause lembra que a preocupação da Oposição com a segurança não vem de agora, mas o Governo vem evitado o diálogo. “O que chama a atenção é a forma truculenta que o Governo do Estado reage às sugestões da Oposição. Falta tranquilidade e serenidade para gerir uma crise. Falta acima de tudo disposição. Porque se o Governo quiser, há espaço para o diálogo e para se construir uma saída para esse problema”, avaliou a parlamentar.
De acordo com o deputado Edilson Silva, os eventos que vêm acontecendo, como o ocorrido na última madrugada, mostram o quanto Estado está impotente pra combater a criminalidade. “Nós da Oposição estamos procurando dialogar com o Governo e fazendo um apelo para que haja diálogo com as forças de segurança. Lamentamos a declaração infeliz do secretário (Gioia) questionando a legitimidade da oposição para propor soluções para a segurança pública. É muito arrogância. Esse tipo de postura do Governo, através do secretário, não é algo que ajuda, e sim atrapalha”, afirmou.
Ligado à categoria de policiais e bombeiros militares, o deputado Joel da Harpa destaca a baixa adesão dos policiais ao Programa de Jornada Extra da Segurança (Pjes). “São cerca de 13 mil homens que estão desistindo de trabalhar em suas folgas, reduzindo o efetivo nas ruas. Por isso estamos chamando a atenção para a necessidade da convocação da Força Nacional”, justificou.
Líder da bancada oposicionista, o deputado Silvio Costa Filho (PRB) defende a retomada do diálogo. “O Governo está querendo ganhar na força, mas está perdendo a guerra contra a criminalidade. É preciso que se tenha a humildade de ouvir os pernambucanos, porque não é uma situação desconfortável, como disse o governador, é uma situação de descontrole da segurança”, destacou.
Os parlamentares destacam que a Oposição se mantém a disposição do Governo e da sociedade pernambucana para reconstruir os canais de diálogo e buscar alternativas para tirar o Estado dessa situação. “Vamos enviar ofício também aos Ministérios da Justiça e da Defesa e informar os ministros pernambucanos sobre esse pedido, para que eles possam contribuir com o que for possível”, reforçou Silvio.
Texto: Pedro Ivo / Ascom – deputado estadual Silvio Costa Filho
Foto: Cedida

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Joselito Nunes participa de ação social em Jaboatão dos Guararapes


Foram oferecidas diversas atividades voltadas para a educação, orientação sobre saúde e cidadania para os moradores da comunidade
Jaboatão dos Guararapes (PE) – O republicano Joselito Nunes participou de ação social realizada no bairro do Planalto, em Jaboatão dos Guararapes. No evento, foram oferecidas diversas atividades voltadas para a educação, orientação sobre saúde e cidadania para os moradores da comunidade.
Vários voluntários se movimentaram para oferecer aos participantes a oportunidade de novos conhecimentos e também de usufruir de serviços como corte de cabelo, aferição de pressão, distribuição de roupas, gratuitamente. Além disso, foram oferecidas atividades recreativas e esportivas para crianças e adolescentes.

“É satisfatório ver o sorriso no rosto de cada uma das pessoas que conseguimos ajudar por meio da ação de inclusão social que organizamos. Conseguimos envolver a comunidade nesse processo e o mais importante, levando a cidadania”, destacou.
Texto e foto: Ascom – PRB Pernambuco

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Ossesio Silva repudia caso de racismo contra jogador brasileiro na Europa


Ossesio Silva destaca que racismo é crime e não deve ficar impune
Recife (PE) – O deputado estadual Ossesio Silva (PRB), presidente da Comissão de Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa de Pernambuco, repudiou o episódio em que o meio-campista brasileiro Everton Luiz, do Partizan Belgrado, deixou o campo chorando após ser alvo de racismo por parte da torcida do Rad Belgrado, neste domingo (19), durante jogo válido pelo Campeonato Sérvio. Sempre que Everton pegava na bola, torcedores do clube rival faziam sons de macaco, em clara referência ao racismo. A partida também chegou a ser interrompida por alguns minutos após fãs do Rad abrirem uma bandeira insultando o brasileiro, que venceu a Copa da Sérvia no ano passado com o Partizan.
“Torcedores que vão ao campo de futebol, e cometem delitos como este devem ser afastados do campo. O futebol é capaz de unir as nações e os povos. O esporte salva vidas, que desvia crianças do caminho das drogas, que representa uma oportunidade de um futuro melhor para milhares de famílias carentes espalhadas pelos diversos países do mundo. Mas, em pleno século XXI, alguns indivíduos ainda insistem em manchar a beleza do esporte com ações racistas. Espero que atos como esse não fiquem impunes” disse Ossesio Silva.
O deputado se solidarizou com o jogador Everton Luiz Mário. “Ele é esportista, um jogador profissional, que merece respeito. Infelizmente, ainda existe essa cultura racista que julga o caráter das pessoas pela cor da pele e no futebol sérvio já teve outros episódios de racismo nos últimos anos, incluindo cantos da torcida contra jogadores negros da Inglaterra em um jogo entre as duas seleções na categoria sub 21, há cinco anos” destacou.

Brasileiro chocado

“Não consegui conter as lágrimas ao enfrentar insultos racistas das arquibancadas durante os 90 minutos”, disse Everton Luiz à imprensa local. “Fiquei ainda mais chocado com a atitude dos jogadores adversários que, em vez de acalmar as coisas, apoiaram esse comportamento”, disse.
“É um retorno à realidade do futebol sérvio”, disse o técnico do Partizan, Marko Nikolic, pedindo punição severa aos torcedores envolvidos no ato.

Fonte: IG com informações da Ascom – PRB Pernambuco
Foto: Cedida

Joselito Nunes prestigia festa popular da pessoa idosa em Jaboatão dos Guararapes



Evento foi realizado na casa de recepções Portal do Mar e reuniu 26 grupos de convivência da pessoa idosa da cidade





Jaboatão dos Guararapes  (PE) – O republicano Joselito Nunes prestigiou a 8º Festa popular da Pessoa Idosa, na última quinta-feira (16), no município de Jaboatão dos Guararapes. O evento foi realizado na casa de recepções Portal do Mar e reuniu 26 grupos de convivência da pessoa idosa da cidade.
Em pronunciamento, Nunes parabenizou o comprometimento de todos os servidores e parceiros para realização do evento.”O baile da pessoa idosa representa um avanço nas conquistas sociais. Estamos realizando uma festa em que a pessoa idosa se torna participativa e inclusiva como também fortalece os laços de cidadania”, disse.

A festa foi realizada pela Prefeitura Municipal do Jaboatão dos Guararapes por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania.
Texto e foto: Joselito Nunes / Ascom – secretário Joselito Nunes

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Silvio Costa Filho alerta que troca de comando nas polícias revela falta de rumo na segurança pública


Parlamentar sugere o diálogo franco com a categoria de policiais civis e militares, assim como o envolvimento de toda a sociedade na reformulação do Pacto pela Vida

Recife (PE) – O governador Paulo Câmara acaba de nomear seu terceiro comandante-geral da Polícia Militar e o segundo chefe da Polícia Civil em dois anos de gestão. Na sexta-feira (17), semana em que o Poder Executivo comandou a aprovação à força do Projeto de Lei Complementar 1166/2017 na Assembleia Legislativa de Pernambuco, a exoneração do coronel Carlos D’Albuquerque e do delegado Antônio Barros foi recebida com surpresa, principalmente pela proximidade do Carnaval. Para a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a medida é uma demonstração do quanto o Governo do Estado está sem rumo na questão da segurança pública em Pernambuco.
“Mais uma vez, o Governo do Estado aposta na troca de comando para tentar mudar o quadro da violência, como já fez nos últimos anos, com o comando da PM, com a coordenação das delegacias e com a chefia de alguns batalhões de polícia. Mas não é isso que vai mudar a realidade da segurança no Estado”, destaca o deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na Alepe.
O parlamentar sugere o diálogo franco com a categoria de policiais civis e militares, assim como o envolvimento de toda a sociedade na reformulação do Pacto pela Vida. “As medidas adotadas pelo Governo não vêm surtindo efeito, tanto que em janeiro tivemos o mês com maior número de homicídios em dez anos, com 479 mortes, e mais de 100% de aumento nos crimes contra o patrimônio nos últimos cinco anos, com 114.802 casos em 2016 ante os 55.684 registrados em 2011”, comparou o republicano.
A Bancada de Oposição vai encaminhar, à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, um pedido para realização de audiência pública para discutir o futuro do Pacto pela Vida. “O próprio professor José Luiz Ratton, um dos idealizadores do projeto, já declarou que o Pacto perdeu sua essência. Esperamos que o Governo do Estado abandone o cabo de guerra e aceite o debate e as contribuições para a mudança desse quadro”, afirmou Silvio.
Texto: Pedro Ivo / Ascom – deputado estadual Silvio Costa Filho
Foto: Cedida

A renovação na política

A renovação na política

Olá, republicanos!
Ao analisar o processo político do Brasil, temos que admitir que, apesar de tantos aspectos negativos, reflexos da crise ética e moral, não há como negar a mudança de postura, principalmente em relação à estagnação do quadro político no país, que há décadas não passava por uma oxigenação.
Para insatisfação de muitos e o bem-estar da população, o cenário está mudando e o PRB faz parte deste momento com muita honra. Sabemos que não é fácil e que tal status desagrada ao sistema dominante, que tem interesse na velha política. Crescemos e estamos avançando, temos no partido, o prefeito do Estado do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, presidente nacional licenciado, e tantos outros prefeitos, deputados, vereadores, representantes do PRB que como eu, senador da República, com honradez desempenham o seu papel.
Cansados de tanta sujeira envolvendo os seus representantes, em todo o país, o eleitor começa a fazer escolhas diferenciadas. No Estado do Rio de Janeiro, por exemplo, houve uma reciclagem no quadro político, a radiografia política mudou. As pessoas não votaram nos burocráticos, nos que aparecem no período de campanha com promessas e apertos de mão, mas deram seu voto de confiança ao gestor, ao homem de comunidade, ao que deseja desbravar e almeja mudanças.
As pessoas começam a entender que o processo político e democrático vigente está esgotado, precisa de novas alternativas. Os candidatos da última eleição tiveram uma responsabilidade grande, foram às ruas olhar nos olhos do eleitor e pedir voto. Quem não tinha do que se envergonhar, não estava envolvido na lama podre da politicagem, levou vantagem.
No Rio, apenas 11 municípios do estado conseguiram manter o comando político concentrado no grupo que os representa, 81 municípios tiveram renovação. Somente os candidatos a prefeito que tinham um trabalho definido e um histórico político sem máculas, sem ter do que se envergonharem conseguiram retornar.
O povo deu oportunidade a pessoas muito jovens para representá-las. Muitos prefeitos eleitos, sem experiência política, nem vereadores foram, mas sinalizam a vontade popular de mudança no quadro da velha política. Tal constatação não foi exclusividade do Rio de Janeiro, em todo país, observou-se a mudança no perfil de muitos prefeitos e vereadores em várias siglas.
Dados da coordenação nacional do PRB Juventude  mostram que foram eleitos, pelo PRB, 125 vereadores, quatro prefeitos e cinco vice-prefeitos com até 29 anos de idade em todo o Brasil – faixa etária definida pelo Estatuto da Juventude.
O estado de maior destaque é Minas Gerais, com 30 jovens eleitos, seguido por São Paulo com 17; Maranhão tem 16; Rio Grande do Norte aparece com 10 republicanos eleitos e Bahia, Paraná e Tocantins, com seis representantes cada para as câmaras municipais.
O que a população espera destes novos políticos é empenho, foco e o desejo profundo por mudanças. A máxima da nova política é ética, transparência e responsabilidade, e nós do PRB entendemos que o dever do político é trabalhar arduamente nesta direção, por um Brasil em que a nova política prevaleça.
Estejamos juntos e atentos, afinal, a política sempre será o lugar ideal para todos que desejam mudanças. Avante!
Senador Eduardo Lopes
Presidente Nacional do PRB (Interino)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Silvio Costa Filho exige reabertura de diálogo com militares


Republicano questiona a legitimidade do PLC 1166/2017, que altera a estrutura remuneratória e de carreira dos militares de Pernambuco

Recife (PE) – A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) mantém a defesa de maior diálogo do Governo do Estado com a categoria de policiais e bombeiros militares. Segundo os parlamentares da Oposição, o Governo do Estado venceu a disputa no Plenário, mas está perdendo a batalha contra a criminalidade e só o diálogo com a categoria e com toda a sociedade será capaz de recolocar a segurança em ordem.
A Oposição manteve, na sessão desta quarta (15), o posicionamento de não reconhecer a legitimidade do Projeto de Lei Complementar 1166/2017, que altera a estrutura remuneratória e de carreira dos militares de Pernambuco. Ainda ontem foi encaminhada à Procuradoria Geral da Assembleia uma consulta sobre o rito de tramitação dos projetos de lei completar e dos projetos de leis ordinárias, regido pelo Artigo 231 do Regimento Interno da Alepe.
O líder da Bancada, o deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB-PE) anunciou que o jurídico da Oposição está finalizando a ação que será apresentada ao Tribunal de Justiça de Pernambuco e que também vai encaminhar ao governador Paulo Câmara um ofício solicitando a retomada do diálogo com a categoria. “É preciso restabelecer o diálogo. Não é só a questão do salário que precisa ser discutida. Ela é importante sim, mas é preciso também debater a melhoria nas condições de trabalho dos policiais e uma agenda para o combate à violência em nosso Estado”, defendeu o republicano.
Texto: Pedro Ivo / Ascom – deputado estadual Silvio Costa Filho
Foto: Rinaldo Marques / Ascom – Alepe

Professora Ana Lúcia asssume Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara Municipal do Recife


Republicana destaca que vai atuar para dar celeridade na tramitação de projetos que norteiam os setores
Recife (PE) – A vereadora Professora Ana Lúcia foi eleita presidente da Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Câmara Municipal do Recife.
Sobre os desafios de sua gestão, a republicana destaca que vai atuar para dar celeridade na tramitação de projetos que norteiam os setores. “Pretendo agir com o mesmo ânimo e empenho que mantive nos 23 anos de atuação na área educacional, fazer uso da experiência e conhecimentos que adquiri em dois mandatos como presidente do conselho de educação. Vamos nos debruçar sobre temáticas relevantes para a nossa sociedade, e espero darmos o devido retorno para os projetos apresentados. Gostaria de agradecer a confiança depositada. O colegiado precisa trabalhar de mãos dadas”, disse.

Comissão

A Comissão da Educação, Cultura, Turismo e Esportes tem como atribuição, entre outras, opinar sobre proposições ou matérias que tratem de educação pública e privada, cultura, esporte e turismo, artes e patrimônio histórico, convênios escolares e bolsas de estudo.
Texto e fotos: Anabelli Cavalcanti / Ascom – vereadora Professora Ana Lúcia

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Professora Ana Lúcia reivindica nomeação de Agentes de Apoio ao Desenvolvimento Escolar Especial em Recife


Aprovados em concurso público lutam pelo direito de exercer a função no município do Recife

Recife (PE) – A vereadora professora Ana Lúcia (PRB) reivindicou a nomeação de Agentes de Apoio ao Desenvolvimento Escolar Especial (AADEEs).
A republicana explica que a Lei Municipal nº 18.038/2014 determinou a criação de mil cargos efetivos de AADEEs. O primeiro concurso aconteceu em 2015 e ofereceu 500 vagas. Apenas 150 foram nomeados e 35 desistiram da função, restando somente 115 contratados em atual exercício na rede municipal. “A demanda atual até o final do ano passado era de 3,42 mil crianças que apresentavam alguma deficiência, segundo dados da Secretaria Municipal de Educação. Mas também existem aquelas que estão em sala de aula e não possuem laudo devido às dificuldades de atendimento no serviço de saúde, mas possuem alguma deficiência. As salas de aula das escolas no Recife são cheias, o que não garante um devido acompanhamento a esses estudantes. Solicito a imediata nomeação dos profissionais aprovados nesse certame”, defende a republicana.
Thales Walmir, representando os aprovados no concurso pra AADEEs que não foram nomeados, procurou a professora na Câmara Municipal do Recife. “Ninguém melhor que uma pessoa com experiência na educação para entender essa situação. Eu não a conhecia pessoalmente, vim ao gabinete e fiquei surpreso com a atuação dela, que no mesmo dia foi à tribuna e expôs toda a nossa indignação” comentou Walmir.
Em pronunciamento na Tribuna, Ana Lúcia também citou a recomendação do Ministério Público. “No último dia 2, o Ministério Público de Pernambuco fez uma recomendação à Secretaria de Educação, solicitando a nomeação desses profissionais. Essa causa deve mesmo ser tratada como necessidade extrema e imediata”, pontou a parlamentar do PRB.
Representantes dos AADEEs aprovados no concurso e não nomeados, se reunirão na hoje (16) com a Comissão de Educação da Câmara Municipal do Recife, presidida pela vereadora professora Ana Lúcia. A intenção é estabelecer um diálogo com a Prefeitura do município.
Texto e foto: Ascom – vereadora Professora Ana Lúcia

Ossesio Silva comemora recriação do Ministério dos Direitos Humanos

Ossesio Silva comemora recriação do Ministério dos Direitos Humanos

Deputado Ossesio Silva destacou a importância do ministério para o Brasil, no plano internacional

Recife (PE) – O deputado estadual Ossesio Silva (PRB-PE), coordenador da Frente Parlamentar de Combate ao Extermínio da Juventude Negra da Assembleia Legislativa de Pernambuco, prestou uma homenagem, por meio de voto de Aplauso, à recriação do Ministério dos Direitos Humanos e a nomeação da nova ministra, a desembargadora Dra. Luislinda Valois para comandar a pasta. Antes de assumir a pasta, ela ocupava a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Justiça e Cidadania. O requerimento 2725/2017, foi aprovado por unanimidade pela Assembleia Legislativa do Estado.
Ossesio Silva, que também preside a comissão de Assuntos Internacionais da Alepe, destacou a importância do ministério para o Brasil, no plano internacional. “Em todos os estados brasileiros temos que lutar contra o preconceito aos imigrantes, principalmente na questão racial. As pessoas de países africanos e caribenhos necessitam do apoio do poder público”, disse o republicano.
O parlamentar do PRB ressaltou a iniciativa do Governo Federal com a recriação do órgão. “Acredito que o ministério foi recriado porque o tema ultrapassou, as fronteiras do nosso país. Por isso, parabenizo a escolha da nova ministra, a desembargadora Dra. Luislinda Valois, por toda a sua experiência, tanto no Tribunal de Justiça na Bahia, como secretária de Igualdade rRcial”, afirmou.
Perfil
Luislinda Valois é considerada a primeira juíza negra do Brasil. Ingressou na magistratura em 1984, quando foi designada para a comarca de Paramirim (BA). Desde então, jurisdicionou em 17 comarcas do Estado. Em Salvador, atuou em mais de 28 unidades judiciais e extra-judiciais. Foi autora da primeira sentença de condenação por racismo no país, em 1993.
Criou, em 2003, o projeto “Balcão de Justiça e Cidadania”, para resolução de conflitos em áreas pobres de Salvador. Em 2009, publicou, pela editora Juruá, o livro “O negro no século XXI”. Em 2011, foi promovida, por antiguidade, a desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), aposentando-se alguns meses depois. No mesmo ano foi premiada com a Camélia da Liberdade, em reconhecimento a personalidades que promovem ações de inclusão social de afrodescendentes. Em 2012, tomou posse na Academia de Letras José de Alencar, em Curitiba, no Paraná, ocupando a Cadeira nº 6. Além disso, no mesmo ano, recebeu o título de embaixadora da paz da Organização das Nações Unidas (ONU).
Texto: Thiago Gouveia / Ascom – deputado estadual Ossesio Silva

Foto: Alepe

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Crise anunciada



Olá, republicanos!
Temos acompanhado com pesar a crise que assola o país, gostaríamos de falar de crescimento, de boas notícias, mas a realidade é que estamos em estado de atenção por tudo o que tem acontecido. Não são questões locais, há queixas vindas de norte a sul, sinalizando que o Brasil pede socorro. Os reflexos são os piores possíveis e sucateiam a educação, a saúde, a segurança e ameaçam o sustento das famílias.
Não dá para imaginar pior dor para um trabalhador que não tem como cuidar da família, e isso porque não está recebendo o seu salário. É dor que somente quem passa por tal problema pode mensurar.
Eu quero hoje dividir com vocês a minha indignação e preocupação com o que ocorreu no Espírito Santo: inaceitável. No Rio de Janeiro, graças à crise política, institucional e ética, o Estado é tema de matérias negativas, nos mais conceituados veículos internacionais de comunicação, sendo apontado pelos escândalos dos mais variados.
Sabemos que enfrentamos uma crise anunciada. Para sinalizar como chegamos a este ponto, é viável lembrar que a população do nosso Estado está enfrentando as consequências de uma associação entre a queda na arrecadação de impostos e royalties do petróleo e uma gestão no mínimo desastrosa das contas públicas ao longo dos últimos anos. No fim de 2015, escolas não receberam merendas, emergências hospitalares fecharam as portas e alguns servidores ficaram sem seu sustento, sem seus salários. Na sequência, faltou comida nas penitenciárias; as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) restringiram seus atendimentos; obras importantes foram paralisadas; e os servidores estaduais passaram a sofrer atrasos sistemáticos em seus salários.
A segurança no Estado é reflexo da falência e falta de política, de parcerias para que este segmento funcione, garantindo a segurança da população. A última semana foi marcada pelo medo, sobressalto, graças a áudios, posts em redes sociais, com notícias falsas que espalharam medo. O fato é que houve uma mobilização dos familiares dos policiais nas portas de batalhões. Quanto a alguns incidentes, como saques e assaltos, são fruto da ação de bandidos que se aproveitaram de uma situação para pôr em prática o que fazem diariamente.
Como senador, com muita honra represento o meu querido Estado do Rio de Janeiro e vou trabalhar para que tal situação mude. Não estou aqui para minimizar a situação, estive na última sexta-feira (10) no Quartel General da PMERJ e fui recebido pelo coronel Danilo no gabinete do comandante geral da PMERJ, coronel Wolney Dias. Conversamos sobre a crise na segurança pública. Na Coordenadoria de Assuntos Estratégicos, o comandante Anderson, entre outros assuntos, destacou que a intenção da PMERJ é avançar na área tecnológica para que possam ter resultados mais efetivos nas operações.
O encontro foi produtivo e saí de lá certo de que precisamos ajudar a PMERJ porque, de fato, os policiais têm sofrido, não só em relação aos salários, mas com os meios para desempenhar as funções. Não queremos que as estatísticas de morte de policiais sejam crescentes, já chega a 23 o número de PMs mortos no Estado em 2017. Buscarei ajuda e parcerias que possam viabilizar as demandas trazidas pelos policiais.
Na última semana, atendemos vários prefeitos em Brasília, porque meu compromisso é ser um facilitador do trabalho de cada um. Levei alguns prefeitos ao gabinete do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, presidente nacional do PRB licenciado, que sempre se colocou à disposição, no que for preciso, para estudar e, consequentemente, viabilizar projetos.
É desta forma que o PRB tem trabalhado. Queremos muito mais, vocês sabem que temos um projeto e vamos realizá-lo com a sua ajuda, força e trabalho. Sigamos em frente, temos muito a fazer. Avante!
Senador Eduardo Lopes

Presidente Nacional do PRB (Interino)



Oposição vai pedir retirada de urgência de proposta do governo para os militares em PE

Oposição vai pedir retirada de urgência de proposta do governo para os militares em PE

‘Nossa prioridade é construir uma saída para devolver aos pernambucanos o clima de segurança nas ruas”, explicou Silvio Costa Filho
Recife (PE) – A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) recebeu, na última quinta-feira (9), as associações de policiais e bombeiros militares para discutir o Projeto de Lei Complementar 1166/2017, na tentativa de construir uma alternativa para o entendimento entre a categoria e o Governo do Estado. A ideia, segundo os parlamentares da bancada, é tentar convencer a Base governista e o próprio Governo a retirar o caráter de urgência do projeto.
Segundo o deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB-PE), líder da Bancada de Oposição, como os efeitos financeiros do projeto só serão efetivos na folha de abril, paga em maio, há tempo para promover o bom debate sobre o projeto e construir uma proposta alternativa. “Nossa preocupação é que essa proposta seja aprovada na marra, na base do rolo compressor, e a tensão com a categoria e a operação padrão continuem, penalizando a todos. Governo, deputados, categoria e toda a sociedade. Nossa prioridade é construir uma saída para devolver aos pernambucanos o clima de segurança nas ruas”, explicou Silvio.
Aos parlamentares, as associações classificaram a proposta como a pior já apresentada à categoria. Segundo os representantes da categoria, o Governo está promovendo um verdadeiro jogo de números, que tenta confundir aos deputados e a toda a sociedade. Estiveram presentes ao encontro, a Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Associação de Militares do Estado de Pernambuco (AME-PE) e Associação de Praças Policiais, Bombeiros Militares de Pernambuco (Aspra-PE) e Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares de Pernambuco (COPE).
Segundo o deputado Joel da Harpa (PTN), vice-líder da Oposição, parte do que é apresentado como reajuste já faz parte da remuneração da categoria, só que em forma de gratificação. “Na verdade eles estão incorporando a gratificação ao soldo, mas são valores que já são pagos hoje, o que reduz sensivelmente o que o Governo afirma ser o reajuste proposto aos militares”, explicou.
Edilson Silva (PSOL), também presente ao encontro, reforçou a necessidade de diálogo com a categoria e de maior debate sobre o projeto de lei. “Precisamos de um levantamento do real impacto financeiro dessa proposta para poder apresentar alguma alternativa”, defendeu.
Ao final do encontro, que também teve a participação dos deputados Augusto César (PTB), Paulinho Tomé (PT), Socorro Pimentel (PSL) e Teresa Leitão (PT), a categoria ficou de encaminhar à Bancada de Oposição um estudo sobre o real impacto financeiro da proposta do Governo, para subsidiar o debate na Assembleia Legislativa.
Texto: Pedro Ivo Bernardes / Ascom – deputado estadual Silvio Costa Filho

Ossesio Silva e vereador Alex de Jesus destacam parceria por Petrolina (PE)

Ossesio Silva e vereador Alex de Jesus destacam parceria por Petrolina (PE)
No encontro, Ossesio ressaltou o compromisso de ajudar no desenvolvimento de Petrolina e dos demais municípios do Sertão


Recife (PE) – Nesta última quarta-feira (8), o deputado estadual Ossesio Silva (PRB-PE) recebeu a visita do vereador Alex de Jesus (PRB), do município de Petrolina, no Sertão Pernambucano. Na oportunidade, Alex reforçou a parceria do legislativo municipal com o estadual, para melhoria da qualidade de vida da população petrolinense. “Através desta parceria, venho buscar os melhores meios de ajuda para o povo de Petrolina”, destacou.
No encontro, Ossesio ressaltou o compromisso de ajudar no desenvolvimento de Petrolina e dos demais municípios do Sertão. “Nosso mandato está à disposição dos que mais precisam, e sempre estarei à disposição dos cidadãos sertanejos, reivindicando do poder executivo estadual, ações, programas e projetos para a região”, disse o deputado.
Texto: Thiago Gouveia / Ascom – deputado estadual Ossesio Silva

Foto: Jacqueline Calazans

Silvio Costa Filho exige retomada de diálogo com policiais e bombeiros


Silvio Costa Filho exige retomada de diálogo com policiais e bombeiros

Objetivo é ampliar o debate em relação ao Projeto de Lei Complementar 1166/2017, que trata da carreira dos policiais e bombeiros militares de Pernambuco


Recife (PE) – A Bancada de Oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) vai procurar ampliar o debate em relação ao Projeto de Lei Complementar 1166/2017, que trata da carreira dos policiais e bombeiros militares. Após reunião realizada na quarta-feira (8), a Bancada decidiu procurar os representantes das associações para ouvir as demandas da categoria.
Também está na agenda dos parlamentares oposicionistas a ida aos relatores do projeto nas comissões da casa, numa tentativa intermediar o restabelecimento do diálogo e por fim ao impasse entre Governo e categoria.
Outra medida, antecipada pelo deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB-PE) na sessão plenária, foi a apresentação de requerimento para que os secretários Márcio Barros (Fazenda), Milton Coelho (Administração) e Angelo Gioia (Defesa Social) compareçam à Alepe e deem explicações adicionais sobre o projeto.
Silvio lembra que nos últimos dois anos o Estado fechou o ano com cerca de R$ 1 bilhão de restos a pagar, embora tenha obtido cerca de R$ 2 bilhões em recursos extras em ações como a venda da folha de pagamentos, o programa de recuperação de créditos fiscais e a cota estadual na repatriação de divisas do Governo Federal. “O que vemos é um Estado dependente de fontes extras de recursos e que está usando os restos a pagar para se financiar e esse mecanismo tem comprometido a prestação de serviços. Do R$ 1,2 bilhão dos restos a pagar de 2016, 35% deixaram de ser pagos a fornecedores da área de saúde”, explicou.

Texto: Pedro Ivo / Ascom – deputado estadual Silvio Costa Filho
Foto: Cedida